Órgão da Igreja da Oliveira volta a ser celebrado

De 1 a 8 de dezembro de 2021, realiza-se a segunda edição das Jornadas do Órgão Histórico da Oliveira, uma iniciativa com uma variada oferta cultural e religiosa que prevê concertos de música sacra, visitas guiadas musicais, missas solenizadas com órgão e meditações musicais a realizar na Igreja da Colegiada da Oliveira, em Guimarães.

 

Os concertos realizam-se no domingo, dia 5, e no feriado de 8, quarta-feira, às 16h00, e têm entrada livre. Já as visitas guiadas partem do Museu Alberto Sampaio, com a contextualização histórica, e seguem um itinerário pela igreja que termina com a subida ao coro-alto, onde os participantes poderão observar o modo de funcionamento do órgão e assistir a um recital. As visitas realizam-se duas vezes por dia, às 10h30 e às 14h30, e estão sujeitas a inscrição prévia que deve ser efetuada através do número 960 238 264.

 

As II Jornadas do Órgão Histórico da Oliveira voltam a ter a direção artística de Nuno Mimoso, músico, docente e investigador, diplomado pela Escola Superior de Música Sacra de Ratisbona, na Alemanha, e consultor da Direção Regional de Cultura do Norte. A iniciativa resulta da uma parceria entre a Colegiada da Oliveira, a Sociedade Musical de Guimarães e o Museu de Alberto Sampaio, tendo ainda o apoio do município.

 

Datado do século XIX, o órgão da Oliveira é uma obra do mestre organeiro vimaranense Luís António de Carvalho e é o segundo maior órgão histórico do Norte de Portugal. Foi restaurado entre 2011 e 2013 em Esmoriz, na Oficina e Escola de Organaria.

 

 

 

1 a 8 de dezembro

 

Jornadas do Órgão Histórico da Oliveira | 8º Aniversário do Restauro

 

▪ Visitas Guiadas Musicais até ao órgão histórico partindo do Museu Alberto Sampaio (10h00 e 14h30);

 

▪ Meditações Musicais com 20 minutos de meditação e música de órgão: dias úteis, às 12h;

 

▪ Liturgias Solenizadas com Órgão: Missas Feriais às 19h e Missa da Solenidade da Imaculada Conceição dia 8, às 12h;

 

▪ Concertos de Órgão e Coro, em parceria com o Coro Vilancico da Sociedade Musical de Guimarães: dias 5 e 8, às 16h.

Diariamente lemos o mundo na procura de sentido para encontrarmos a mensagem religiosa necessária para si. Fazemo-lo num tempo confuso que pretende calar o que temos para dizer. Sem apoios da nomenclatura publicitária, vimos dizer-lhe que precisamos de si porque o nosso trabalho não tendo preço necessita do seu apoio para continuarmos a apostar neste projecto jornalístico.

Deixe uma resposta

*