A cuidar do património vimaranense: sacristia da Igreja de Nossa Senhora da Oliveira

Os museus cuidam das coleções que se encontram ao seu cuidado, mas têm também um papel importante no apoio à conservação do rico património propriedade de outras entidades.
Sendo a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira um monumento nacional, e tendo sempre havido ao longo dos anos uma relação de partilha entre o Museu de Alberto Sampaio, o Paço dos Duques de Bragança e a Paróquia de Nossa Senhora de Oliveira, é compreensível que a equipa do Paço dos Duques colaborasse no combate às térmitas na sacristia do referido templo.
De facto, tendo sido identificada uma infestação por formiga branca na área da sacristia, a equipa de manutenção do Paço dos Duques, que possui formação técnica para o efeito, e sob orientação técnica da Direção Regional de Cultura do Norte, atuou no combate a esta praga.
O riquíssimo espólio da Igreja de Nossa Senhora da Oliveira merece o cuidado de todos nós na sua preservação.
O Paço dos Duques de Bragança sente-se honrado por dar o seu contributo para a defesa do Património vimaranense.

Diariamente lemos o mundo na procura de sentido para encontrarmos a mensagem religiosa necessária para si. Fazemo-lo num tempo confuso que pretende calar o que temos para dizer. Sem apoios da nomenclatura publicitária, vimos dizer-lhe que precisamos de si porque o nosso trabalho não tendo preço necessita do seu apoio para continuarmos a apostar neste projecto jornalístico.

Deixe uma resposta

*