Rir com Deus, o projeto de rezar a rir – nova rubrica de Fernando Batista, professor Sorriso

Rir com Deus é uma forma de, com sorrisos, risos e alegria, interiorizar a Palavra de Deus; é mais uma forma de rezar.

 

O humor desbloqueia os nossos medos, preconceitos, torna-nos mais transparentes e límpidos. O bom humor afasta o mau humor e tudo o que este mau humor carrega consigo.

Quantas vezes entramos na oração e saímos de lá sem ter lá estado verdadeiramente? Porque estávamos intoxicados por pensamentos, dores, etc. Não tivemos a capacidade de transformar essas dores e esses pensamentos em oração. O riso ajuda a afastar emocionalmente o problema, não para o esconder, para dar a distância suficiente para eu o ver com clareza e assim lhe dar uma resposta mais assertiva.

O rir ajuda-nos a reequilibrar emocional e espiritualmente.

O Rir com Deus traduz-se em sessões de catequese, formação de todos os agentes de pastoral, a rir, em que o centro é Deus. As sessões estão divididas em duas partes: na primeira fazem-se exercícios lúdicos e de respiração que trabalham, a rir, um texto bíblico, um tempo litúrgico ou valores cristãos. Os exercícios de respiração levam-nos ao livro do géneses, ao sopro divino, que invade todo o nosso ser e nos vivifica. Na segunda parte, de forma muito desprendida e profunda, de olhos fechados faz-se uma meditação da Palavra de Deus que antes rezámos a rir. Este projeto começou numa das formações do E-Vangelizar, realizado no colégio dos Salesianos no Porto, em 2011. Fiz risoterapia normal com os agentes de pastoral e uma catequista de barcelos, a Cristiane Miranda, perguntou como se adaptava isto à catequese e aos jovens. Disse que ia ver o que havia a nível mundial, para nos integrarmos. Depois de pesquisas verifiquei que não havia nada e criei este projeto, em que misturei o riso, a minha experiência em pastoral e a exegese bíblica. O resultado foi o rir com Deus, um projeto impar no mundo.

 

O grande objetivo do projeto “Rir com Deus – a Risoterapia na religião” é que todos os exercícios nos levem a encontrar Deus no nosso íntimo. É uma forma de encontrar Deus nas nossas vidas de forma alegre, de rezarmos com emoção e, assim, gravar a oração de modo a que ela produza frutos no dia-a-dia.

 

Fernando Batista * Professor Sorriso * Maisfeliz Associação

Diariamente lemos o mundo na procura de sentido para encontrarmos a mensagem religiosa necessária para si. Fazemo-lo num tempo confuso que pretende calar o que temos para dizer. Sem apoios da nomenclatura publicitária, vimos dizer-lhe que precisamos de si porque o nosso trabalho não tendo preço necessita do seu apoio para continuarmos a apostar neste projecto jornalístico.

Deixe uma resposta

*