Sentir Romano: a Palavra e a Música (XVII)

Saluti a tutti!

Hoje celebramos o 2º domingo do Advento (ciclo C). O Evangelho de hoje (Lc 3,1-6) descreve João Baptista através do profeta Isaías: “A voz do que clama no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai os seus caminhos! Cada fosso deve ser preenchido, cada montanha e colina deve ser aplanada; os caminhos tortuosos devem ser feitos em linha recta, e os mais acidentados devem ser nivelados. Todo o homem verá a salvação de Deus”.

“Preparar o caminho do Senhor” e “endireitar os seus caminhos” é uma decisão nossa, por vezes não fácil e imediatamente também dolorosa. De facto, dizer e fazer a verdade implica a coragem de fazer separações, de deixar situações que não nos permitem viver com a dignidade que nos pertence. Em essência, preparar-se para encontrar o Senhor significa dar-nos permissão interior para entrar em contacto, para encontrar o que cuidadosamente evitamos, as nossas “ravinas”, os nossos “caminhos sinuosos e impermeáveis”, e permitir que o Senhor cuide de nós, nos ame como realmente precisamos, nos ame na nossa fraqueza a fim de o transformarmos no melhor dos nossos recursos.

Neste delicado e lento processo, cada um de nós pode começar a vislumbrar o significado existencial de “salvação de Deus”, a fim de se tornar cada vez mais capaz de a celebrar cada dia na verdade na Liturgia.

A antífona de entrada, o Introito da celebração de hoje, é retirada do capítulo 30 do Livro do Profeta Isaías (Is 30, 19. 30) com o seguinte texto: “Populus Sion, ecce Dominus veniet ad salvandas gentes: et auditam faciet Dominus gloriam vocis suae, in laetitia cordis vestri” (Povo de Sião, eis que o Senhor virá para salvar as nações; e fará o Senhor ouvir a sua voz gloriosa com alegria nos vossos corações).

A música em anexo, em canto gregoriano, é retirada do Graduale Triplex publicado em Solesmes em 1979.

A interpretação é da Schola Cantorum do Mosteiro de “Santa Maria de El Parral” (Segovia), dirigida por Juan Carlos Asensio (https://youtu.be/lW_helRNm6Y).

 

Desejo um santo domingo e uma boa semana.

 

P. Bruno Ferreira * Diocese do Porto * Roma

 

 

 

 

Diariamente lemos o mundo na procura de sentido para encontrarmos a mensagem religiosa necessária para si. Fazemo-lo num tempo confuso que pretende calar o que temos para dizer. Sem apoios da nomenclatura publicitária, vimos dizer-lhe que precisamos de si porque o nosso trabalho não tendo preço necessita do seu apoio para continuarmos a apostar neste projecto jornalístico.

Deixe uma resposta

*